10.11.06

Culpa a medo

Medo e culpa, medo e culpa.
E aquela sensação de não haver neste mundo espaço para se ser o que se é
Medo e culpa.
Conheço um tipo que é de uma estupidez desarmante
Medo e culpa.
E uma que tem um dente com musgo que mais parece uma arma para manter pessoas ao largo
Medo e culpa.
Aos amigos em sofrimento não se gritam maus conselhos pela janela de um carro a andar devagarinho
Medo e culpa, medo e culpa.
E nem sequer gosto de clássicos
Medo e culpa.
Sei que mais dois ou três dias e chegará a sorte da Serra. Melhor assim
Medo e culpa.
Certo dia vi-a caminhar cabisbaixa por uma rua sem trânsito, uma rua comprida de casas com quintais de roseiras
Medo e culpa.
Um revolucionário transformado em acomodado é um espectáculo mal-cheiroso digno de se ver

Medo e culpa.
É a isto que eu chamo remar contra a arca de Noé. Não é?
Medo e culpa. Medo e desculpa. Desculpa, medo. Desculpa-me.

6 Comments:

Blogger ergela said...

Cara Cristina,voçê não falha uma,execelente texto,deixe-me dizer-lhe uma coisa :o medo,e a culpa é algo que todos nós transporta-mos uma vezes conscientes outras inconscientemente,faz parte da nossa condição de humanos,há que saber olhar para a frente e saber enfrentar os "nossos medos e culpas" e ultrapassa-los.

Cumprimentos

8:57 da manhã  
Blogger Cristina Leimart said...

Cara Ergela
Estava à espera de um comentário de alguém a dizer que o melhor era não me meter em registos deste tipo, que não são o meu forte, e sai-me a sua surpresa. Normalmente não publico desabafos e quando dei por este, já lá estava...
Agradeço a sua simpatia
CL

1:00 da tarde  
Blogger ergela said...

Cara Cristina,obrigado pelo seu post,quando gosto,gosto mesmo não faço favores a ninguém porque também não me fazem a mim,aliás devo-lhe dizer que as participações neste blog são de altissima qualidade.

Quanto ao nickname é um anagrama,ok!

Cumprimentos,e por favor,escreva sempre...neste registo ou noutro.

2:06 da tarde  
Blogger ergela said...

Cara Cristina,assino no masculino.Porquê o medo, a culpa?Quem escreve e bem como é claramente o seu caso não pode ter essas inquietações.

Cumprimentos.

O nickname é simplesmente um anagrama,espero não a ter desiludido.

9:11 da manhã  
Blogger ergela said...

Cara Cristina,não sei o que se passa no seu blog,mas já é a terceira vez que escrevo este post e não o encontro publicado.
Tenho-lhe a dizer que aquilo que faz,faz bem,e não estou a fazer-lhe nenhum favor,digo-o com sinceridade como sempre faço.
Quanto ao nick-name tenho-lhe a dizer que é um anagrama,espero não a ter desiludido.
:)Cumprimentos

1:44 da tarde  
Blogger Cristina Leimart said...

Caro Ergela

Às vezes os posts-comentário nao aparecem de imediato no blog, demoram um bocadito.
Quanto ao meu último post, o que se escreve pode ser um reflexo agitado do que se sente, é pouco real: "O blogger é um fingidor..."
Aproveito a sua boa vontade e incentivo para lhe sugerir a divulgaçao do blog pelos seus conhecidos e amigos, para que possa ser mais participado.
cumprimentos
CL

11:46 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home